Magda Tagliaferro, dama eterna da arte pianística brasileira

Magda2Mais um toque de varinha abençoada em minha trajetória de vida: tive algumas aulas com Magda Tagliaferro, a dama eterna da arte pianística brasileira! Considerada como uma das maiores pianistas brasileiras do século XX, Magda (1893 – 1986)  desenvolveu uma técnica de ensino muito particular e foi criadora também do que hoje chamamos de Aula Pública ou Cours d’Interprétation.

Pesquisadores e estudiosos concordam: a importância de Magda Tagliaferro é inquestionável: além de concertista de nível internacional, ela era também pedagoga, transmitindo o que sabia para as gerações seguintes, além de inovar na arte de ser mestre. Caso raro na profissão, porque normalmente os artistas ou só se dedicam aos recitais e concertos ou são professores.

Magda_Rosina

Rosina de Assis Barros, diretora da Escola Magda Tagliaferro/RJ, nas décadas de 60 e 70

Em 1962, entrei para a Escola Tagliaferro , dirigida pela professora Rosina de Assis Barros. Foi o começo de minha grande paixão vida afora: a Música! Estudava com seriedade, tomava gosto pela coisa. Quando morei em São Paulo por um ano, tive aulas com a professora Nelie Braga, também da Escola Tagliaferro, que me impulsionou mais ainda, chegando até a participar de concurso. Voltei ao Rio, voltei para D.Rosina e o estudo ficou cada vez mais sério, cada vez mais horas ao piano, até chegar a 8 horas diárias em tempo de férias! Cheguei a pensar em ser concertista…

Do tempo que passei na Escola Magda Tagliaferro, os momentos mais gratificantes que me ficaram na lembrança foram os das Aulas Públicas. Para os melhores alunos, Magda vinha uma ou duas vezes por ano ao Rio e São Paulo e ela própria se encarregava de ministrar essas aulas, que aconteciam em auditórios públicos, inclusive com direito a serem transmitidas pela rádio MEC. Ela era fantástica, muitas vezes chegava a ser divertida até! Seus ensinamentos eram mais voltados para a interpretação das peças musicais, tendo em vista que os alunos já tinham a técnica bastante desenvolvida e conheciam as peças na ponta dos dedos. Hoje guardo como relíquia suas anotações na partitura “Fantasia em ré menor”, de Mozart.

Magda - Fantasia I-Mozart

1º página da partitura da Fantasia em ré menor, de Mozart, com anotações de Magda Tagliagerro

No link a seguir, um vídeo sobre uma aula de interpretação com Magda Tagliaferro e uma aluna, realizada em 1966, na Salle Cortot, em Paris.

Magda3

 A maioria da discografia que encontramos hoje de Magda Tagliaferro é com a sua interpretação de compositores franceses: Claude Debussy, Gabriel Fauré, Francis Poulenc, Camille Saint-Saenz. Mas também interpretou de forma magistral Isaac Albéniz, Heitor Villa-Lobos e Sergei Prokofiev, entre outros grandes compositores. Abaixo, dois links: o Noturno nº 6, de Fauré e o Concerto nº 3, para piano e orquestra, de Prokofiev, com um lindo depoimento de Magda ao final deste.

Estive presente no velório e no enterro de Magda Tagliaferro. Seu corpo foi velado no Theatro Municipal do Rio de Janeiro e enterrado no cemitério S. João Batista, em Botafogo. Eu carregava as flores oferecidas por Petrópolis, sua cidade natal.

Mais informações: www.magdatagliaferro.com.br

 Autor: Catherine Beltrão

Comente